O que são os tratamentos para dependência química

O que são os tratamentos para dependência química

O que são os tratamentos para dependência química – Conrfira!

Veja ainda:

Tratamento para dependentes químicos | (clinicaapsua.com.br)

Clinicas de recuperação Masculinas | (clinicaapsua.com.br)

Clínicas de recuperação em SP – Femininas – Alto Padrão | (clinicaapsua.com.br)


Uma enorme parcela da população, de fato não tem muito conhecimento sobre a dependência química.

De fato, a falta de um diálogo que amplie as visões sobre esse tema impossibilitam muitas famílias de identificar que a dependência química é uma doença crônica

e por essa razão também, de buscar ajuda.

Apesar de ser uma doença progressiva, incurável e fatal, é todavia importante saber que ela possui tratamento.

A dependência química tem por característica principal o uso abusivo de álcool, maconha, cocaína, crack ou outras substâncias entorpecentes, sejam elas lícitas ou ilícitas.

Esse tipo de doença afeta todos os aspectos da vida da pessoa e pode ter por causa raíz múltiplos fatores dos quais podem ser:

  • genéticos
  • ambientais
  • sociais
  • familiares
  • individuais.

O que conribui muito par que esse mal aflija cada vez mais pessoas em todo o mundo é de fato a facilidade de acesso às drogas que faz com que aumente a incidência,

o que acaba tornando o tratamento e prevenção da dependência química um assunto de saúde pública.

Segundo os dados extraídos do Relatório Mundial sobre Drogas realizado no ano de 2017, elaborado pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC),

cerca de 250 milhões de pessoas usaram drogas em 2015, entre elas, aproximadamente 29,5 milhões apresentaram algum

tipo de transtorno relacionado ao consumo dessas substâncias, incluindo dependência química.

O consumo por drogas em via de regra, começa como uma fonte de lazer, para pertencer a um grupo ou para fins recreativos ainda pode ser considerada de fato uma fuga da realidade.

Porém, é importante mencionar que quando existir uma necessidade de fazer o uso dessas substâncias e isso passa a ser incontrolável,

o usuário se torna um dependente químico, que podem ocasionar uma série de distúrbios físicos, emocionais e até mesmo mentais.

Contudo, após algum tempo, cria-se uma certa resistência às substâncias e as doses começam a aumentar de forma gradual,

para que se obtenha os mesmos efeitos de antes, o que pode até mesmo levar a problemas mais graves de saúde

O que e quais são os tratamentos indicados para a dependência química?

Os desafios do tratamento para dependentes químicos no Brasil

A busca por tratamentos para dependência química deve de fato começar com um diagnóstico o qual deve ser sempre muito criterioso,

e em via de regra deve ser realizado por uma equipe da qual seja plural, que deve levar em consideração as necessidades individuais de cada caso.

Com base nessa análise, é então organizada com a equipe uma estratégia de tratamento sempre sendo de forma personalizada,

que deve ser reavaliada de modo periódico, com a intenção de que o atendimento das múltiplas necessidades do acolhido e a reorganização de sua vida seja feita como um todo.

As principais dificuldades de fato para uma busca de uma orientação especializada são o sentimento de negação sobre a existência da doença,

a falta de suporte ou ainda o medo de preconceitos ou exclusões sociais.

Ainda, há a dificuldade de muitos amigos e familiares que, todavia, não sabem como ajudar um dependente químico

ou desconhecem a existência de tratamentos especializados. Para conseguir esclarecer essas dúvidas, destacamos abaixo os principais tratamentos para abuso de drogas.

A etapa da desintoxicação

Na etapa de desintoxicação devemos saber que é somente uma das fases do tratamento para dependência química.

Essa fase é considerada a mais crítica, pois o paciente pode ter as chamadas crises de abstinência, e portanto,

recebe assistência médica durante um determinado período de tempo, geralmente 24 horas, para a iniciar o processo de eliminação das drogas do seu organismo.

Os Medicamentos – O que são os tratamentos para dependência química

Os Medicamentos

O uso abusivo de drogas e álcool pode ser um fator de muito risco para a contração e ainda o desenvolvimento de algumas doenças

das quais podem ser sobretudo físicas e mentais, não é raro encontrarmos dependentes químicos que apresentam comorbidades como por exemplo:

A esquizofrenia, a depressão, os transtornos de personalidade, na saúde física, sobretudo em alcoólatras a cirrose,

em decorrência do uso ainda pode haver câncer, insuficiência renal, HIV, hepatite B e C, sífilis, lesões cerebrais e desnutrição, além da desidratação.

Em função disso, a introdução medicamentosa no tratamento da dependência química é indicada em boa parte dos casos,

devendo sempre ser realizada sobre a supervisão, prescrição e acompanhamento constante.

O que são os tratamentos para dependência química

As Psicoterapias – O que são os tratamentos para dependência química

Muitas abordagens psicoterapêuticas têm de fato sido muito coerentes no tratamento para dependência química,

entre as mais comuns a psicanálise, em conjunto com a terapia cognitivo comportamental, a terapia em grupo e a terapia ocupacional.

As Terapias se baseiam na aplicação de um conjunto de técnicas e metodologias psicológicos, podendo ter funções e intuitos distintos,

como a resolução de problemas, a mudança de comportamentos e o apoio no desenvolvimento de novas concepções

que podem ser sobre si mesmo e sobre o mundo.

A escolha da modalidades depende dos sintomas apresentados, também do grau de evolução do transtorno, da estratégia de tratamento e da aceitação e personalidade de cada paciente.

O que são os tratamentos para dependência química

Maneiras de se fazer uma internação

clinica de recuperação em SP
Tratamento para dependentes químicos em SP

De modo geral, sobretudo as internações devem ser realizadas quando o paciente necessita de uma assistência integral e

apoio de equipe multidisciplinar ou ainda quando o mesmo apresenta comportamentos agressivos e pensamentos suicidas.

A Lei 10.216/2001, conhecida também como Lei de Proteção e Direitos das Pessoas Portadoras de Transtornos Mentais, prevê as formas de internação que podem ser: voluntária, involuntária e compulsória.

Consulte sobre a melhor opção de tratamento.

Para mais informações, ou ainda, para encontrar a clínica ideal, você pode contar conosco!

Somos um grupo especializados no encaminhamento de dependentes químicos a clínicas de recuperação, fale conosco e conheça melhor as nossas oções.

Tratamento humanizado e respeito a vida, conte com a equipe da Clínica Apsua!

Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Post

error: Content is protected !!