50 opções de clínicas de recuperação em SP

Confira, 50 opções de clínicas de recuperação em SP para tratamento de dependentes químicos e alcoólatras.

Veja também:

Tratamento para dependentes químicos | (clinicaapsua.com.br)

Tratamento da Co-dependência | (clinicaapsua.com.br)

Clínicas de recuperação em SP – Femininas – Alto Padrão | (clinicaapsua.com.br)

Clínica de recuperação

Escolher uma clínica de recuperação é um passo muito importante nessa etapa!

A clínica escolhida tem que atender os requisitos mínimos

para o local poder dar o suporte necessário que o adicto precisa nesse momento importante.
Por isso, para que uma clínica de recuperação funcione com excelência e

dê segurança para o adicto, é necessário se ficar atento a uma série de fatores, tais como: corpo clinico, participação familiar,

infraestrutura, tipos de tratamentos oferecidos para não colocar a saúde do paciente em risco.

Veja como escolher a melhor clínica de recuperação para quem você ama.

Como é uma clínica de recuperação e qual o papel que ela desempenha?

As clínicas de recuperação funcionam como um lugar que as pessoas procuram tratamento por um certo período quando precisam

“limpar o organismo” do vício que enfrentam.

Na clínica não é permitido a entrada de drogas ou álcool. Algumas clínicas permitem a entrada de cigarros para que os pacientes saciem a ansiedade no período de desintoxicação.

O período de tratamento, geralmente, dura entre 150 a 180 dias, dependendo da complexibilidade, desempenho e força de vontade do paciente.

Este tipo de local para tratamento é ideal para casos de média complexibilidade, que são os casos de pacientes que não conseguem deixar o vício de lado sozinhos e precisam se isolar para serem ajudados.

Conhecendo a clínica de reabilitação em SP

O primeiro passo ao escolher a clínica é conhecendo bem o local em que vai se instalar ou vai instalar o amigo ou familiar.

Por isso, converse com os funcionários, observe o local, as acomodações, refeitórios e segurança em que o local oferece.

O ideal é que os pacientes e seus familiares se sintam acolhidos e seguros.

As clínicas, geralmente, são localizadas em um local estratégicos e afastado, com amplo espaço para lazer, ar livre, quadras, piscinas e academias para a pratica de exercícios ao ar livre.

Algumas clínicas oferecem tratamento somente para mulheres! Por isso, procure a melhor opção para você.

Fique atento a alimentação.

CONFIRA! 50 opções de clínicas de recuperação em SP


Clínica de recuperação em São Paulo – São Bernardo do Campo

CLINICA-DE-RECUPERÇÃO-EM-SP

TRATAMENTO DE DEPENDENTES QUÍMICOS E ALCOÓLATRAS

Clínica de reabilitação em SP – Itu Mista

clínica de recuperação em SP

Tratamento do alcoolismo

Clínica de reabilitação em SP – Araçoiaba da Serra Feminina

Clínica de recuperação feminina

Clínica de recuperação feminina

Tratamento para dependentes químicos e alcoólatras em SP – Unidade Feminina Granja Viana

Clínica de recuperação SP – Nazaré Paulista – Masculina – Consulte sobre o seu plano de Saúde

Internação de dependentes químicos

Internação de dependentes químicos

Tratamento do alcoolismo em clinica de recuperação em SP  – ATIBAIA

clinica de recuperação em SP

Tratamento do alcoolismo e dependência química em Atibaia


Clínica e reabilitação feminina

Clínica de reabilitação feminina em SP – Cabreúva


Internação de dependentes químicas feminina - Taubaté

Clínica de reabilitação feminina em SP


Clínica de recuperação em SP - Unidade Feminina

Unidade Feminina Ibiuna


Clínica de reabilitação em Vargem Grande Paulista

Clínica de reabilitação feminina em Vargem Grande Paulista

Conhecer o espaço em que são feitos a comida também é muito importante!

Os pacientes, quando internados, recebem cuidados com a alimentação. Portanto, procure saber quantas refeições o paciente irá fazer ao longo do dia e se o local está limpo.

Alguns pacientes contribuem fazendo a comida para ter uma ocupação e também é uma forma de aprendizado.

Conheça a equipe

A equipe para esse tipo de tratamento precisa ser de confiança, por se tratar de um tratamento complexo.

Médicos, enfermeiros, psiquiatras e psicólogos formam o corpo clínico que se faz necessário. Sem contar com ambulância 24 horas para deslocamento do adicto, se necessário.

No caso de clínicas para adolescente, a clínica precisará contar com suporte de médicos, enfermeiros, psiquiatras e psicólogos e pedagogos, com visitas flexibilizadas.

Como funciona a visita nas clínicas de recuperação?

No início do tratamento, é normal que o paciente não possa receber visitas, devido a fase de adaptação, desintoxicação e abstinência, que é a fase mais severa do tratamento.

Depois desta fase, o paciente é liberado para receber as visitas conforme as regras da clínica.

Algumas clínicas oferecem almoço para as famílias, podendo levar o alimento preferido do paciente para que o dia seja o mais familiar possível, ajudando e motivando o paciente a melhor a cada dia para que

possa sair de lá e se reintegrar como individuo novamente na sociedade, e desta vez, sem vício algum que possa atrapalhar a sua vida e a vida de quem está por perto.

Fique por dentro das medicações dadas na clínica

A medicação é uma forma fundamental de tratamento da dependência química nesse momento da internação.

Os remédios auxiliam no tratamento da dependência química, tranquilizando o paciente nessa fase de abstinência e de desintoxicação, fazendo com que essa fase seja o menos difícil possível.

No entanto, os remédios prescritos só podem ser prescritos por médicos psiquiátricos que acompanham o paciente da clínica.

Tratamento e a pós internação de dependentes químicos

O ideal na pós internação, é a clínica continuar acompanhando o paciente, mesmo em casa. Este acompanhamento

é fundamental para dar continuidade no tratamento do paciente, acompanhando a medicação e dando continuidade nas terapias.

Outros profissionais podem ser indicados no tratamento pós internação, varia muito do seguimento da clínica.

O CAPS AD é uma excelente alternativa para o tratamento pós internação, com a estrutura necessária para a continuidade do tratamento.

Tipos de internação

A internação voluntária: ocorre quando o paciente percebe que não está conseguindo mais lidar com as suas fraquezas e concorda que a internação voluntária é essencial para o processo de cura dele.

A internação só pode ser feita se houver laudo psiquiátrico que justifique a Internação com a descrição dos motivos e com a autorização da família responsável.

As chances de cura são maiores nesse caso, pois o paciente já está aberto e motivado para querer a sua recuperação.

Internação involuntária: ocorre quando o paciente não está em plena capacidade para tomar decisões por conta do transtorno ou problema psiquiátrico em que se encontra.

A internação involuntária só pode ser feita se houver laudo psiquiátrico que justifique a Internação junto com a descrição dos motivos e com a autorização da família.

A internação involuntária ocorre apenas em casos extremos, como tentativa de suicídio, tentativa de homicídio, psicoses, transtornos alimentares, crise de ansiedade extrema, depressão maior e pânico.

Internação compulsória: A internação compulsória é bem diferente da involuntária.

Nela, quem decide se o paciente vai ser internado ou não é a própria justiça, por conta do perigo que essa pessoa pode oferecer à sociedade.

A internação só pode ser feita se houver laudo psiquiátrico que justifique a Internação com a descrição dos motivos.

A importância na família nesse tratamento

Os parentes estão envolvidos na vida do adicto desde o início do tratamento até o final desta fase. O vício do paciente afeta também a família, que está por perto.

Essa dependência ao álcool representa um profundo impacto em muitos aspectos da vida.

A família em especial é uma peça chave na prevenção do uso do álcool ou de qualquer vício.

De fato, a família tem um papel fundamental no tratamento do paciente, ajudando a não perder as forças e esperanças, auxiliando na aderência, na permanência e na superação de todas as dificuldades que são

decorrentes desse processo e no estabelecimento de um novo estilo de vida para que o paciente possa se reintegrar na sociedade, e o melhor, sem o vício que o assombrava!

Procure saber se o tratamento é humanizado

O profissional adequado é aquele que precisa compreender que a dependência química é uma doença e não pode, de forma alguma,

tratar o paciente com julgamentos ou de forma marginalizada e esse é o ponto mais importante antes de escolher a clínica.

O tratamento em Clínicas de Recuperação Gratuita

São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Alagoas, Pernambuco,

Espírito Santo, Acre, Amazonas e também unidade de saúde da rede municipal, possuem um tratamento gratuito.

Os pacientes tem que ser encaminhados pelo pronto socorro, UBS (Unidade Básica de Saúde (UBS), serviço ambulatorial, enfermaria psiquiátrica de hospital geral ou Centro de Atenção Psicossocial (Caps) para que possa fazer a internação gratuita.

Neste caso, a internação é feita somente se for voluntária, ou seja, o paciente tem que querer e estar de acordo com o tratamento.

A empresa é obrigada a prestar assistência para que haja o tratamento contra alcoolismo?


A empresa é obrigada a prestar tratamento contra alcoolismo caso você esteja trabalhando e precise tirar licença para o tratamento de substancias.

Os empregadores não são obrigados a proteger o seu trabalho se o uso de drogas ou álcool estiver prejudicando sua capacidade de realizar o trabalho e/ou se você estiver se colocando em risco ou

colocando seus colegas de trabalho em risco.

Conhecer os seus direitos perante a lei tornará mais fácil pedir a ajuda e os recursos de que necessita para melhorar e / ou receber as acomodações de que necessita para manter a sua sobriedade.

Portanto, se você ver ou tiver alguém próximo que esteja precisando de internação, entenda o seu quadro, seja empático e busque motivar o indivíduo para o tratamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Post

error: Content is protected !!