Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

Tratamento e recuperação clinica de recuperação em São Paulo

Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

O que é dependência química?

A dependência química, segundo dados estudados e estipulados pela Organização Mundial da Saúde (OMS),

está presente na vida de muitas pessoas no mundo todo, sendo uma patologia, ou seja, um ramo da

medicina que estuda e observa as doenças e suas estipulações, causadas dentro no corpo do individuo.

Essa dependência do consumo incontrolável de substâncias químicas ilícitas de forma crônica e ininterrupta ,

ou seja, submeter-se a drogas, álcool e varias outras coisas que propõe ao ser humano

uma satisfação na hora (no momento que realiza a ação), se tratado consumo em excesso .

Os derivados de substâncias químicas, ou alucinógenos, não fazem bem pro organismo quando consumidas

iariamente e significantemente , além de causarem efeitos psicológicos no paciente, podendo mudar

seu comportamento e suas ações, podendo ficar agressivo, ansioso, inquieto, entre muitos outros

efeitos ruins que não beneficiam o individuo, segundo Clinica de Recuperação em São Paulo.

A dependência química não tem uma coligação com falta de caráter e é representado como uma doença,

que precisa de um especialista nesse ramo para acompanhar e ajudar essas pessoas, que lidam todos

os dias com esse desejo forte de consumir o que não gera um efeito bom, posto anteriormente no

paragrafo à cima, o dependente não escolheu aquela situação na sua vida, não escolheu ser daquele jeito,

ele não tem controle do que leva ele a realizar aquilo, é tanto o corpo ”querendo”, como a mente” precisando”.

Pessoas que são dependentes de elementos e derivações químicas ,necessitam de uma avaliação diagnostica individual para que ele possa ser tratado, são muitos os casos

de drogas viciantes, o que torna esse universo complexo, porém tratável. “O individuo precisa aceitar que

não está tudo bem e querer receber ajuda para que possa ter uma mente e um corpo equilibrado,

voltando ao funcionamento normal de suas ações de acordo com a Clinica de Reabilitação em São Paulo”,

mas que durante o processo ou no final, tem a possibilidade de ter recaído e voltar ao consumo dos elementos.

A dependência química tem cura ? Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

Quando uma pessoa passa a usufruir de substancias químicas, ela passa a ser considerada “viciada”,

pois não consegue ficar sem consumir o que está palpável a ingerir e usar sempre que puder .

Posto isso, esse vício é considerado uma doença crônica e progressiva, ou seja, uma doença

que vai acompanhar pelo resto da vida progredindo ou regredindo, aproximadamente 40 a 60% dos pacientes apresenta este quadro,

variando entre os medicamentos que serão consumidos, uma doença progressiva pode ficar cada vez pior

e pode levar uma pessoa à morte, se não tratar e não ter ajuda para que haja um controle, mas não tem cura, apenas tratamento.

Desta maneira, o viciado em substâncias químicas precisa estar inserido em um tratamento

adequado, onde os resultados serão apresentados ao longo prazo e que ele tenha mais tempo

para aprender a controlar o que está acostumado diariamente a usar.

O dependente químico precisa ser internado o mais rápido possível, para que ele não fique

ainda mais viciado e seja mais fácil de tratar, apesar de todos os casos seres difíceis pro paciente, sendo assim,

as chances são maiores de recuperação de maneira adequada e segura se o paciente for internado o quanto antes

O tratamento é mais vantajoso se o a pessoa que buscou a clinica, ou um familiar, aceitar que tem uma

doença que precisa ser tratada, é necessário que as pessoas aprovem estar ali e queiram estar melhor

consigo mesmo, essa aceitação torna tudo maus fácil, pois a pessoa quer estar ali e quer ter uma qualidade de vida melhor.

É importante lembrar que, independente da unidade de reabilitação que a pessoa escolher, ou seja,

qualquer pessoa que estiver em atendimento, tem capacidade de atender os dependentes químicos

com quadro de dependência grave, que apresenta sinais (físicos e comportamentais)

que não consegue ficar sem usar drogas ou álcool, negligência total de vida social, familiar

e profissional, perda da capacidade de decisão momentaneamente e de discernimento,

ou leve, onde o uso habitual começa a afetar a vida do usuário, porém ainda mantém

vínculos importantes como trabalho, estudos e o seu relacionamento social e familiar estão relativamente estáveis.

As clínicas de reabilitação também podem tratar pacientes alcoólatras, considerado uma doença,

segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), podendo levar a consequências irreversíveis ,

diagnosticável pela própria pessoa e que não necessariamente precise de exames laboratoriais

ou de imagem, é crônico que pode durar anos ou a vida toda.

Existem clínicas de alto padrão, que são clínicas com equipamentos mais abrangentes e capacitados para

atender o público.

Porém, não são todos que conseguem arcar com esses gastos, pois são valores significante e elevados ,

sendo assim, existem opções a partir de R$ 700.

Para quem deseja uma unidade com muitas opções ao oferecer ao paciente, sendo uma clinica que

conta com todas as condições para que o dependente químico seja internado e tratado, educadores físicos,

nutricionistas, quartos individuais, cursos, existe a opção de uma clínica de médio e alto custo.

Como foi posto anteriormente, o dependente químico precisa aceitar que tem uma doença progressiva

e crônica, o mais importante é que todos sejam tratados da melhor maneira possível, recebendo todos os cuidados

necessários na internação, sendo guiados e analisados por profissionais capacitados para isso.

É de extrema importância que as pessoas procurem ajuda quando necessário, trabalhamos

com as mais especializadas clinicas de reabilitação para dependentes químicos , não podemos perder a oportunidade de tratar quem amamos.

Por que a dependência química só é tratada e não curada? Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

Entre as razoes que podem levar o individuo viciado a morte, podemos citar a overdose e pneumonia,

além de outras fatalidades associadas à criminalidade.

Além disso, de acordo com o psiquiatra e presidente da Associação Brasileira de Estudos de Álcool e outras drogas (ABEAD),

Carlos Salgado, a abstinência alcoólica pode levar uma pessoa ao óbito.

Um viciado em elementos químico ilícitos, na maioria dos casos, acaba se envolvendo

com pessoas criminosas para manter o seu vício, como por exemplo ,com o fornecimento de drogas, ele pode se envolver

em roubos, furtos e assaltos para ter em mãos suas drogas. Sendo assim, alguns podem também

se envolver com prostituição, pois a falta de dinheiro leva as pessoas a fazerem de tudo para sustentar seu vicio.

A dependência química se trata de uma patologia biopsicossocial, ou seja, que visa estudar a causa

ou progresso de doenças, levando em conta fatores biológicos, psicológicos e sociais.

Mas como as pessoas chegam às drogas? Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

Geralmente o consumo começa devido a um grande trauma mental, sendo levado em conta traumas passados,

onde o individuo passa por situações difíceis e vê a droga como refugio; rejeição ,

que pode vir dos pais ou relacionamentos amorosos ou de amizade; infância difícil,

como pobreza, pais negligentes e agressivos; influencia, que são negativas e o caminho para drogas habituais.

O cotidiano de uma pessoa que apresenta uma submissão a elementos químicos é muito afetada,

inclusive em diversas área, afetando seu organismo físico, sua mente e seu psicológico e relações sociais

como um todo, pois as pessoas que se encontram nessa situação não apresenta vida social ativa,

atrapalhando seu relacionamento familiar ou e pessoas próximas, como amigos ou colegas.

Agora que há em mente a gravidade da situação de pessoas que consomem elementos químicos,

estando a partir da gravidade dessa patologia, não é recomentado usar pejorativos referentes a

essas pessoas, pois apresenta sentido desagradável ou de desaprovação, sendo uma opinião baixa,

um exemplo disso é quando há uma referencia de “Pinguço”, “trombadinha”, “drogadinho”, “safado”, ”vagabundo”. Valem ressaltar que

todos os seres humanos apresentam alguma doença ou algo que o incomode,

como uma sinusite ou uma rinite, pessoas com dependência química não tiveram culpa

de estarem na situação proposta, assim como quem tem uma dor de cabeça, em certo período da vida,

todos sofrem por algum vicio, não sendo necessariamente algo ilícito, pois isso não é agradável que exista

alguém que julgue.

A droga traz para a vida uma sensação de prazer bom, mas é algo momentâneo ,

que em diversos casos, tira dos dependentes químicos a noção de realidade, tornando-se dependente, o que afeta a qualidade de vida.

Como identificar uma pessoa que sofre de dependência química?

Pessoa propicia a dependência química, na maioria dos casos, não reconhece que

esta doente e que tem uma doença diagnosticável que precisa ser tratada coma ajuda de

profissionais, isso se chama “Sintoma de negação”. Deparar-se com um caso em que alguém,

de certa forma, não consegue parar com o uso crônico das drogas de acordo com a sua vontade, apresenta um caso de vicio.

Mudanças de comportamentos na base familiar – Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

O diálogo com seus familiares, aquela conversa que toda família tem, mesmo que não seja

de assuntos específicos e sim aleatórios , se torna mais cada vez mais inalcançável ,

crises de irritabilidade, nervosismo e agressividade passam a ser frequentes e habituais ,

o individuo se torna muito agressivo, perde a vontade de ter relações com seus familiares ,

amigos e com todos ao seu redor, a pessoa fica muito ansiosa e muitas vezes podem apresentar

quadros de depressão, e Isso é muito ruim para saúde mental da pessoa, pois ela acha que a vida dela perdeu sentido e que não recebe apoio.

Mudança nas relações sociais

Aquela rotina de sentar e ter uma boa conversa com os amigos passa a não ser da mesma forma,

uma pessoa que usufrui de elementos químicos não frequenta mais os lugares que sempre

se sentia bem e sempre frequentou, ela evita estar entre pessoas, abandona e não sente

mais desejo de praticar as atividades que antes praticava, citando atividades físicas

e atividades de lazer como exemplo.

Todas essas mudanças na vida da pessoa que sofre dessas doenças devem ser consideradas

como um alerta para identificação de uma possível situação de vício dentro de casa.

Alterações no ambiente de trabalho

O indivíduo que é dependente de elementos químicos, abre mão de realizar suas obrigações

e tarefas que precisam ser feitas, se irrita com mais frequência com os seus colegas de trabalho,

ficando impaciente por uma situação simples, vista por uma pessoa que não sofre com aquilo ,

apresenta nítida queda de rendimento e produtividade, não querendo fazer nada no dia a dia.

Eles também podem se atrasar varias dias na semana, com mais frequência ,ou até mesmo

faltar em dias de trabalho, levando a vida como se frutos rendidos do próprio esforço não valessem a pena.

Aumento dos gastos individuais – Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

Um dependente químico, para manter o seu vício , passa a gastar muito dinheiro, incontrolavelmente,

tenta conseguir de todas as maneiras, fazendo chantagens ou pedindo em excesso, é nesse meio que entra a prostituição.

Problemas e transtornos físicos

Comportamentos físicos identificam a gravidade da doença de uma pessoa, no caso dos vícios,

o paciente pode apresentar vários sintomas, que são se extrema importância

para ter certeza que uma pessoa esta atrelada pelo vicio, eles são: náusea, vômitos no período da manhã, dores abdominais, diarreia e dor de cabeça.

Esquecem com muita facilidade as suas funções, podem ter problemas hepáticos, e podem

ter aumento das chances de haver infecções ou crises convulsivas devido ao uso crônico das drogas.

Inibição sexual

As substâncias químicas podem inibir o bom relacionamento sexual de uma pessoa, ela passa a não conseguir ter uma vida sexual de qualidade ativa.

Medicamentos em excesso

Para que uma pessoa corte e alivie os sintomas de abstinência, ou seja, por sintomas mentais e

físicos, que ocorrem após interromper ou diminuir o consumo de substancias

as quais estão dependentes, o individuo portador do vicio começa a ingerir vários medicamentos,

sem que haja uma patologia que justifique o uso desses remédios,

Caso alguma pessoa próxima de você apresente esses sinais, citados a cima, é muito provável

que ela esteja precisando de ajuda, mas não sabe qual caminho tomar, tente abordá-lo com

cuidado e conversar para que as coisas possam tomar um rumo consciente, como procurar uma

clinica para que possa tratar seu vicio e voltar à atividade social normal, como a Clinica de Recuperação em São Paulo.

Quais sintomas uma pessoa com dependência química apresenta?

Os viciados em substâncias químicas, na maioria das vezes, apresentam alguns sintomas

que são comuns entre eles.

Tem um enorme desejo e compulsão por usar a droga ,que não da para ser controlado e maneirado,

não conseguem sair dessa situação, nem mesmo conseguem saber a hora de parar e nem quantidade

adequada a ser usada, pois vai consumindo inconscientemente em escala alta.

Quando uma pessoa viciada suspende o uso da droga, ele apresenta sintomas como

agressividade, nervosismo, ou seja, sintomas de abstinência, pois não apresenta em seu organismo

o que consume habitualmente.

Quanto mais a pessoa realiza o uso desses produtos, mais tolerante aquela dose ele se torna,

apresentando uma resposta- reação , o que faz com que ela aumente cada vez mais a dose, colocando

dentro do corpo mais e maus substancias .

Posto isso, podemos chegar à conclusão que, um dependente, passa a abandonar todas

as suas atividades que estava acostumado a realizar, e mesmo sabendo que as drogas fazem mal,

continuam usando, pois é uma doença que não pode ser pausada e sim tratada.

Como internar um dependente químico para que ele tenha os devidos cuidados?

Se no caso, pessoas decidirem internar um familiar, que é dependente químico , leia este texto até o final e tenha bastante atenção e concentração.

Nos tempos de hoje, é muito mais fácil e alcançável que haja iniciativa da pessoa que necessita de ajuda,

pois ela quer sair daquele meio que só traz negatividades para o corpo e para a mente, já que, o beneficio das drogas é momentâneo .

Existem varias buscas que incluem unidades de reabilitação de vários padrões, para atender o seu caso,

como a Clinica de Recuperação em São Paulo.

É de extrema importância ressaltar que, independente de qual for à unidade escolhida,

todas as alas têm a capacidade adequada e a estrutura muito bem planejada para atender

da melhor maneira possível à pessoa que sofre com o vício, seja ele de substâncias químicas e lícitas ou de bebidas alcoólicas.

Escolher uma clínica de alto padrão, ou seja, de luxo, que apresenta mais amplamente aparelhos que

beneficiam o viciado, apenas afetará num custo maior mensalidade a ser paga.

Como já dito anteriormente, caso a família ou o paciente não tenha condições financeiras para

pagar por esse tipo de clínica, existem unidades com mensalidades a partir de R$ 700.

As clínicas de reabilitação para dependentes químicos de elevado padrão apresenta um núcleo

multidisciplinar capacitado, os profissionais mais comuns nas clínicas, os mais fáceis de encontrar,

são: médicos, psicólogos, terapeutas, educadores físicos, enfermeiros, nutricionistas, palestrantes e monitores.

Independente da escolha do padrão da clínica, sendo ele de alto padrão ou não, é importante

você saber que o dependente estará sendo acolhido da melhor maneira possível, com respeito,

carinho e dignidade, onde os atendentes se colocam no lugar do outro para que haja um atendimento

de qualidade e onde o internado se sinta respeitado e confiante.

Internação para dependência química e internação para alcoólatras

O vício em bebidas alcoólicas é um assunto muito difícil de lidar, é importante que a pessoa

a ser tratada vença os seus medos, e se desligue da sua mente a ideia de que uma clínica de reabilitação

é um lugar ruim, isso não passa de crendice popular. A clinica é um local que ajudara

os pacientes a passarem por cima dos seus medos e a superar eles.

Um dos maiores medos de um alcoólatra é que sua família não entenda que ele tem uma doença que

deve ser tratada com cuidado, isso só atrapalha o tratamento de um viciado, a colaboração da família

é impotente, pois demostra ao paciente apoio e ajuda, fundamental para que a saúde física e mental seja restabelecida.

A família é muito importante durante todo o processo, eles são base da recuperação. O carinho e o a compreensão

da família irá ajudá-lo nesse período tão difícil de sua vida, que necessita de paciência.

Procure sempre de alugar com essas pessoas, que estão presentes na vida de vocês , elas são muito essenciais

no processo de reabilitação, nunca as deixe fora deste processo, pois será ais difícil se

não houver alguém do lado do paciente que o ajude e de apoio.Durante o processo de internação,

é muito comum ter o sentimento de medo, mas as consequências causadas pelo vício vão além e são

bem maiores e mais devastadoras do que um medo, portanto é preciso deixar de lado a sensação

de medo e impotência e pedir ajuda, e mais do que isso, aceitar a ajuda devida para que saia do vicio e siga sua vida normalmente.

Quando for sentar e parar para conversar com a família, procure levar em conta a demonstração de interesse em mudar

a sua vida.

Peça ajuda, apoio para encarar a fase de tratamento, eles são base de incentivo para você.

Não se sinta com vergonha, pois é uma vitória que demonstra que precisa de ajuda para que haja

uma melhoria de vida, é normal você se sentir depressivo por um momento, chorar muitas

vezes, isso é parte do processo de aceitação, pois a pessoa que esta nessa condição e aceita ajuda,

quebra com o padrão que ela mesmo fez, que não conseguia sair daquilo, causando choro,

isso é muito importante para iniciar o tratamento aceitando a realidade dos fatos.

Acredite em você!

Essa é a frase que o grupo Clinica Apsua – Clinica de Recuperação em São Paulo deixa pra você,

que enfrenta dificuldades em lidar com o vicio, como forma de incentivo, acreditamos que todos

conseguimos mudar, independente do nível de dificuldades que precisarão passar para que

haja uma vitória, pois assim como todas as mudanças, não é fácil e não chega nem perto

disso, mas tudo é possível quando uma pessoa aceita as condições para mudar.

Sente com seus familiares e tenha uma conversa sincera e aberta com eles , de maneira saudável que comova os seus familiares,

fale tudo o que tem em mente, não emita e nem minta nada sobre o seu vício, jogue limpo,

conte todos os motivos que o levou a chegar nessa situação, à sinceridade cria um alicerce entre vocês,

demostra confiança e quanto mais aproximação dos familiares com dependente, maiores são as chances de recuperação.

Mude a sua vida, de um sentido a ela, procure ajuda o quanto antes, é melhor sofrer tudo o que tem para sofrer agora,

é melhor doer de uma vez, do que sofrer com as consequências do futuro, que serão ainda mais graves,

dependendo da quantidade de tempo que a pessoa esta no vicio, quando esta no começo

é mais simples e menos doloroso tratar, pois o corpo não teve que aumentar tanto a dose para que tenha mais emoção.

Qual é o momento de haver a internação de um dependente químico? Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

Se no caso, algum amigo ou alguém da família demostre alguns sintomas que mencionamos anteriormente,

e você desconfie que ele esta no mundo das drogas, chegou a hora de fazer algo para ter certeza que o ente

querido está precisando de um tratamento mais do que apenas um simples dialogo.

Se essa pessoa que você está na duvida se ela esta no vicio ou não, teve mudanças de comportamento

dentro da residência, teve comportamentos mais agressivos que o normal, deixou de realizar suas obrigações

que não deveria deixar de lado, se distanciou da vida social, se afastando das pessoas que estava acostumado

a lidar e se sentia bem no ambiente onde tais pessoas estavam como amigos e família apresentaram problemas

no ambiente de trabalho, como baixo rendimento e está tomando vários medicamentos ,é sinal de que ela precisa de ajuda, e a ajuda mais eficaz

nessas situações é a internação, já que, uma boa conversa não resolve, pois é uma doença crônica e progressiva.

Como conseguir uma clínica de reabilitação para dependentes químicos?

Em nosso site, onde trabalhamos com Clinica de recuperação em São Paulo, você pode encontrar uma variedade

de Clínicas de reabilitação, de acordo com seu gosto, para dependentes químicos, basta acessar e comparar todas as opções. Caso queira mais

informações entre em contato conosco! Atentemos todo tipo de publico que seja dependente químico .

Como devemos agir quando um dependente químico não se sente confiante para se tratar em uma clínica de recuperação?

A Organização Mundial de Saúde (OMS), classifica a dependência química como uma patologia

crônica associada ao uso exagerado de drogas, como o álcool e drogas que causam overdose.

Muitas pessoas, do mundo todo, tem dependência química e não aceitam que estão doentes e que

precisam de ajuda, e muito menos aceitam ser tratadas em uma clínica de reabilitação.

Essa situação é muito difícil de lidar, gerando um fator de risco também, pois esta patologia

afeta muito além do psicológico, mas o físico do paciente, muitas pessoas ao redor do mundo

são levadas ao óbito pela dependência química como por exemplo a overdose.

Quando a dependente química não aceita de nenhuma forma existe duas opções de internação:

A internação compulsória e a internação involuntária.

O que é internação involuntária? Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

Segundo a lei nº 10.216/2001, a internação (feita para pessoas que não conseguem abrir mão do

vicio em substâncias químicas) em unidades de reabilitação, só pode ocorrer quando

todos os recursos forem provados e se mostrarem insuficientes.

O foco principal é a recuperação do paciente dependente químico ou do alcoólatra em sua vida social

e no seu meio familiar que esta inativos devido às drogas.

A internação de recuperação em uma ala de reabilitação para dependentes de elementos químicos

precisa do laudo de um médico responsável pelo paciente, que avalia e diagnostica ele

adequadamente, o social também tem muita relevância nesse processo, o dependente químico

passa por um processo de análise psicológica e acompanhamento com o terapeuta, que ajudara ele

a entender seus problemas e avaliar ele mentalmente, ajudando-o no que for necessário.

Nos casos de Clínicas de recuperação particulares, após o médico dar a opinião, que será relevante

e de extrema importância no diagnostico, levando em conta que o dependente químico precisa realmente de ajuda,

o adicto, ou seja, o paciente que recebera todos os tratamentos possíveis para melhorar,

entrará em uma fase que pode ser uma das mais difíceis do momento da mudança, é a fase de desintoxicação,

este período é no início do tratamento, depois da analise medica e psicológica ,

depois disso, o tratamento em si começará, partindo para novas etapas de melhoramento do adicto.

Todas as clínicas de recuperação para dependentes de elementos químicos, trabalham um método essencial,

chamado “12 Passos”, mas o que representa esse método? É bastante levado em conta para a recuperação

e para que o paciente tenha noção de que precisa de ajuda externa e profissional e é impotente perante as drogas, é frágil por drogas e alvo fácil.

É de bastante e extrema relevância o apoio dos familiares ao adicto, sem a família, o caminho para cura se torna muito

mais difícil e penoso, pelos motivos citados anteriormente, um deles sendo a família a base solida e apoio

que vai garantir confiança no viciado e vai incentivar ele a acreditar que ele é capaz de passar por isso e de recuperar quantas vezes for preciso.

Os dependentes químicos ou as pessoas que são viciadas em bebidas alcoólicas jamais deve se sentir fraco

pelo olhar das pessoas e não deves ser julgado por ninguém, lembrando que ela não escolheu

passar por aquela situação, o meio social precisa compreender que essas pessoas são cidadãos

como todos nós, onde eles apresentam uma doença e não falta de caráter e discernimento,

apenas tem uma doença que deve ser tratada e deve ser apoiada.

O que é a internação compulsória?

A internação compulsória é uma modalidade, que tem o intuito de internar o paciente independente

da sua vontade, muitas vezes sendo contra a própria vontade, ele não aceita que precisa

ser tratado e não entende que tem um problema, e muitas das vezes nem a própria família aceita,

pois existe uma crítica, mas, quem toma a decisão final é o juiz, quando este, percebe que, o indivíduo pode apresentar um perigo a si próprio ou a sociedade,

como se envolver em assaltos, brigas, ser agressivo e vários outros pontos prejudiciais ao meio social.

Quem pode solicitar a internação compulsória?

A internação compulsória pode ser solicitada de maneira forçada , não que realmente haja o apoio e compressão

da família, a parte de ficar fora da clinica e nas ruas sem receber o tratamento

que deve ser feito para que haja uma melhora, pois indivíduos que não recebe tratamento

aumenta cada vez mais seu consumo, não é necessário que realmente precise de autorização

de uma pessoa da família ou até mesmo do próprio dependente químico. De acordo com Artigo 9° da lei nº 10.216/01,

o médico responsável pelo caso da internação pode solicitar e concordar pelo diagnostico, a internação

través de um pedido formal, constando que esse, não tem condições de se manter em um meio

social, devido ao estágio de gravidade em que se encontra o viciado, fica a cargo de o juiz competente

pegar essa solicitação e determinar a internação de forma compulsória, ou seja, forçada. Todos os direitos e

garantias que um ser humano deve ter são respeitados nesta modalidade de internação, como a desintoxicação

e enfermeiros necessários para atender todas as necessidades desse paciente.

Não existe nenhuma violação dos direitos humanos quando a internação é compulsória, nem liberdades individuais, apenas uma intervenção visando o bem do paciente.

Qual é o tempo necessário e de costume para desintoxicar o organismo? Esse tempo varia conforme o paciente ou a especificação da droga?

Geralmente, o tempo necessário e de costume para desintoxicar o organismo é de aproximadamente

1 a 30 dias/ ou até mais, dependendo do paciente e da especificação das drogas, é o tempo necessário

para que o organismo do paciente fique livre de todos os resquícios de substâncias químicas

na qual ele consumiu em excesso durante o tempo de vicio.

É preciso saber qual é a substância que foi consumida pelo corpo do dependente químico,

cada substância química tem seus efeitos maléficos e particularidades, isso pode afetar a duração

da desintoxicação, por isso há uma variação de dias até semanas.

Existem duas maneiras de desintoxicar a pessoa portadora do vicio, tem a maneira mais aguda,

que dura aproximadamente 10 dias e possui efeitos muito mais fortes ao organismo, porém ,

é feita de forma abrupta (que é inesperado e repentino) e rápida, sem haver outras fases de desintoxicação, passando pela desintoxicação de uma vez só.

Outro modo de desintoxicação é a suave, retirar os resíduos do corpo do organismo, ou seja,

deixar o corpo limpo através de uma forma mais lenta e aos poucos, sendo mais demorado, pode durar mais do que 30 dias,

os efeitos que a desintoxicação suave traz, são mais leves ao indivíduo. Isso vai depender muito

da equipe que trata o paciente e das drogas na qual ele utiliza.

Toda forma de desintoxicar um dependente químico é feita para ajudá-lo a diminuir os efeitos

causados pela abstinência, o ato de renuncia a droga utilizada por uma viciado pode causar

serias perturbações ao corpo, desde comportamentos até sensações físicas, sendo a síndrome de abstinência.

É inevitável que um viciado em elementos que geram dependência química, inicie o tratamento profissional

em uma clínica de reabilitação, levando em conta ajuda profissional, ele passa pelo processo

de limpeza ou desintoxicação, porém o tratamento é feito com outras terapias, não apenas essa,

havendo necessidade um esforço maior e comprometimento por parte do adicto, ou seja,

do paciente que se encontra em uma situação aparente de drogas.

Qual o tratamento mais propicio para um dependente químico?

É muito complicado dizer qual é o tratamento se maior efeito para uma pessoa que consome elementos

de derivação química e que se encontram em um estagio de vicio, isso varia de caso para caso,

pois existem casos que precisam de um tratamento bastante intenso que evolva um tipo de

tratamento diferente daquelas pessoas que estão em um estagio menor . É necessário fazer uma

avaliação individual com cada paciente, para saber qual é o estágio do vício, se é avançado ou se

é um grau mais leve, qual a substância que ele utiliza, podendo variar entre drogas e bebidas alcoólicas,

quais as doses, a quantidade enjerida para dar emoção ao viciado, pois quando uma pessoa fica

cada vez mais viciada, ou seja, quanto amor o tempo de consumo, mais elevada é a dose

que ela consome, de acordo com que anda sua vida e relacionamento com seus familiares e seus

colegas próximos.

Todas essas perguntas devem ser feitas pelo profissional responsável da clínica, para que haja uma avaliação individual.

Como internar um dependente químico de forma gratuita?Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

A coisa mais importante para fazer no começo, é se relacionar na procura de serviços públicos em sua cidade e município,

se inserindo em um meio social para que voltem as atividades que antes, estava afastada.

Entre esses empregos que devem ser procurados, podemos citar o CAPS AD, Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas.

Após encontrar o desejado, uma unidade, agende uma consulta para que haja uma avaliação do paciente,

saber em quais situações se encontram e o nível da dependência química.

Logo após, o CAPS AD ou qualquer outro serviço público da área de saúde da cidade, pedirá

a internação imediatamente, se acharem que o adicto deve ser internado. Para que receba os

devidos cuidados para que seja tratado e volte a ter conexão com o meio social. A equipe de profissionais do local é muito

bem qualificado para avaliar e monitorar a pessoa que se encontra em um estado de dependência a algum elemento ,

os profissionais de diagnostico, como os médicos são responsáveis pelo laudo, tem experiência nessa área clinica

Após o laudo do médico, ou seja, o diagnostico, o serviço público irá procurar uma clínica

de reabilitação para dependentes químicos, como a Clinica de Recuperação em São Paulo ,

um hospital ou qualquer outra comunidade com função terapêutica conveniada ao serviço,

a clínica não é escolhida pelo familiar dos dependentes e sim pelo próprio serviço público, no qual o viciado se interessou em procurar.

Por fim, mesmo com a solicitação do serviço público muitas vezes as clínicas de reabilitação não tem vagas.

A indicação mais plausível é a procura por um advogado ou Defensoria Pública para que as pessoas de pouca

renda possam solicitar junto ao estado a internação imediata do dependente químico.

Como solicitar a internação de um alcoólatra?

internação e recuperação clinica de recuperação

Tratamento para dependentes químicos

Na maioria das vezes, os métodos de internação para um a pessoa portadora do vicio em

bebidas alcoólicas são três, na verdade são , os mesmos da internação para dependentes químicos.

A internação voluntaria, é aquela que é realizada quando o paciente quer ou quando a família

aceita ajudar e dar apoio, o alcoólatra aceita ser tratado em uma clínica de recuperação onde possa

tratar sua doença e seguir sua vida em frente sem depender de qualquer vicio que tenha,

nesse caso, o álcool, sendo considerado um passo para a agressividade.

A internação involuntária, é uma modalidade, que tem o intuito de internar o paciente independente

da sua vontade, aquela que o paciente não aceita se tratar, porém um responsável legal ou familiar solicita o tratamento.

E a internação compulsória, talvez a mais complicada, mais complexa que a internação voluntaria

e que a internação involuntária, é uma modalidade, que tem o intuito de internar o paciente independente

da sua vontade, é quando o juiz dá o aval para que o alcoólatra seja internado, sem ser levado em conta a

sua escolha, mas a sua ficha relacionada à gravidade do vicio exercito por conta do uso de substancias químicas que causam dependência.

Como é feita a desintoxicação do organismo, a limpeza de resíduos que estão presentes no corpo?

Como já mencionado anteriormente, existem duas formas de desintoxicar o organismo do dependente

de elementos químico ou do alcoólatra, dependente de bebidas.

A forma aguda pode durar em media mais ou menos uns 10 dias, porém os efeitos no corpo

do dependente químico são mais fortes e mais intensos, ela é realizada de uma só vez, por isso causa tanto impacto,

pois é a maneira mais violenta de deixar o corpo do paciente limpo de drogas e álcool.

A forma suave e mais lenta, é realizada da maneira mais devagar e gradual, diferente da forma aguda, geralmente

dura mais ou menos um mês, com efeitos leves ao adicto, sem causar tanto impacto como a

outra forma de intoxicação.

A equipe multidisciplinar da clínica de reabilitação, é quem fica responsável pela decisão,

decisão essa que se baseia em muitos critérios e avaliações.

Todo o procedimento de internação em uma clínica de reabilitação é feito com a garantia e intuito de

ajudar o dependente químico ou o alcoólatra a sair dessa barreira, ou seja, curar esse viciado para que

ele possa retomar a sua vida social, podendo se relacionar bem com a família e os amigos, pessoal e

profissional, procurando um novo emprego onde obtenha maior desempenho e que possa

realizar os deverem de um emprego.

A primeira fase, a fase de limpeza e desintoxicação, tem como funcionalidade,

fazer um dependente químico ou alcoólatra superar a abstinência causada pelo rompimento ou

diminuição do uso crônico da substância.

Quanto tempo dura, aproximadamente

para o organismo de uma pessoa dependente de elementos viciosos, se desintoxicar do vicio propicio do álcool ?

O álcool é a substância viciante mais consumida em todo o país e no mundo todo, existem diversos casos de alcoólicos dependentes,

OMS alerta: Brasil tem mais de quatro milhões de pessoas alcoólatras. Quase 3% da população

brasileira acima de 15 anos de idade é considerada alcoólatra, segundo dados da Organização

Mundial da Saúde (OMS). O Brasil é um país que tem um número enorme de alcoólatras, mas não

é exclusividade de nosso país, no mundo todo existem pessoas que são viciadas em álcool.

Globalmente estima-se que quase metade da população com 15 anos ou mais (44,5%) nunca consumiu álcool

e cerca de 43% da população são aslcoólatras atuais (consumiram nos últimos 12 meses). A média de consumo per capita mundial foi de 6,4 L de álcool puro.

Os efeitos que a desintoxicação do álcool causam são: tremores, inquietação, insônia e crises de ansiedade,

além de outros prejudiciais a saúde . Algumas pessoas apresentam sintomas mais pesados que variam entre

confusão mental, alucinações e até mesmo convulsões. Os três primeiros dias de desintoxicação podem

ser os piores dias da vida para o alcoólatra, pois ele pode atingir o auge de sintomas.

Após esta fase, os sintomas costumam ir ficando mais fracos e amenos, apesar de muitas

vezes ainda haver o desejo de consumir a substância, pois vele ressaltar que alcoólicos possuem

uma doença e que como todo tratamento, não é agradável.

Quanto custa um tratamento em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos, sejam eles alcoólicos ou drogados?

O valor a ser pago por um tratamento em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos,

sejam eles alcoólicos ou drogados varia de acordo com cada clinica. Existem varias clinicas em nossos pais,

sendo uma gama enorme de padrões, desde baixos até luxuosos, dependendo da renda que

a pessoa internada ou um familiar esta apto a pagar

O valor pode variar de R$ 700 por mês a R$ 7000 mensais, dependendo da renda de cada família.

Muitas clínicas oferecem varias opções para parcelar no cartão, não somente a vista no dinheiro, facilitando assim,

o pagamento de quem não pode pagar tudo de uma vez, podendo ter varias parcelas pela frente, sendo mais fácil à internação.

Em nosso site na internet, você pode encontrar uma variedade enorme e abrangente de

clínicas de reabilitação com os mais diferentes preços, todas elas são capacitados e equipadas com

matérias e profissionais de qualidade a cuidar do dependente químico ou do alcoólatra, esse é o principal objetivo,

independente do padrão.

A clinica de Recuperação de São Paulo oferece a seus clientes um vasto ramo de profissionais

que estão totalmente disponíveis para atender qualquer tipo de duvida e esclarecer o que não foi entendido pelo leitor.

Qual o período necessário para tratar um dependente químico, varia conforme a gravidade do caso?

Todos os casos possuem particularidades diferentes de internação de um adicto, existem casos que são mais

demorados por conta do grau do viciado, outros casos são menos demorados, depende também do nível de mudança e da força de vontade.

Por isso, cada caso é um específico, podendo determinar um prazo diferente de internação de um paciente, seja ele alcoólatra ou drogado.

A equipe de profissionais, que estão aptos para te atender da melhor e da maneira mais confortável possível,

realiza uma avaliação, um diagnostico individual que leva em conta alguns aspectos importantes que servem como base ,como:

A faixa de idade do dependente químico pode variar, vale ressaltar também o tempo de consumo, a droga utilizada por ele,

pois existem drogas mais prejudiciais do que outras, as doses, pois um viciado há mais tempo tem uma dose aumentada

e um viciante de menos tempo tem doses mais baixas, variando conforme o tempo de uso e a intensificação

no uso, a frequência do uso da substância, pois geralmente elas são habituais ou consumidas incessantemente

e em muitos períodos do dia, sendo consumida em qualquer horário do dia a dia, seu sintomas físicos e comportamentos,

como agressividade, náusea, fadiga.

As internações podem chegar a um período maior de dias, variando entre 60 dias consecutivos ,

outras podem ser de 15, 20, 30 ou 45 dias, por isso, depende muito do caso de cada pessoa,

pois existem particularidades no tratamento de cada um.

Existem também, para casos mais graves, internações que duram de seis meses a um ano.

As unidades de reabilitação, são capacitados e especificados para determinar o tempo preciso

que o dependente levará para se recuperar, e não correr mais o risco de haver em recaídas, pois assim

como todo ser humano, em algum momento da vida existe recaídas, no caso de um dependente químico

sendo ele alcoólatra ou drogado, também lidam com recaídas.

Como é o tratamento para dependentes químicos, tanto alcoólicos, como drogados?

 recuperação clinica de recuperação

clinica de recuperação em São Paulo, como funciona?

CLÍNICA PADRÃO

As Clínicas de reabilitação mais convencionais, ou seja que obedecem a padrões ou regras já estabelecidas,

tratam o alcoolismo e a dependência em substâncias químicas ilícitas, como maconha, cocaína, crack, ecstasy, LSD,

inalantes, heroína, barbitúricos, morfina, Skank, chá de cogumelo, anfetaminas, clorofórmio, ópio e outras.

Existem opções de unidades masculinas, femininas e mistas. Existem algumas clínicas

especializadas em idosos, menores de idade e com diferenças modalidades de internação.

O tratamento é realizado por uma equipe capacitada e qualificada, apto o cumprir todas as regras de beneficio e

aptos também para ajudar o adicto no que ele precisar, dando apoio e tratamento necessários

para que ele tenha um bom rendimento, os dependentes químicos são altamente amparados nesses locais, que tem uma ótima estrutura.

A maioria das Clínicas apresentam um profissional qualificado e atento, como: médicos,

enfermeiros, terapeutas, psicólogos, psiquiatras, nutricionistas e palestrantes.

O acompanhamento do adicto é feito em tempo integral, sendo monitorado em cada parte do dia.

Diversas clínicas de reabilitação são especializadas justamente em internação involuntária, atendem

apenas este público, a involuntária é um ato médico que incide sobre um paciente em um momento

crítico e se dá sem o consentimento do usuário e a pedido de outra pessoa, cada situação é analisada cuidadosamente de forma individual pela equipe.

Os familiares e cuidadores são orientados sobre estratégias compensatórias para lidar com as limitações e

incapacidades do paciente, ao longo do programa de reabilitação. Posto isso, o apoio da família é

extremamente importante e, faz parte de todo este processo, durante os dias ou meses de tratamento,

quando uma pessoa em estado clinico recebe apoio dos familiares, o paciente viciado fica mais confiante,

pois percebe que tem alguém apoiando ele e que ele não está sozinho, que a família quer ver ele bem e

diante disse, divide as dores e ajuda durante o tratamento, dando confiança e bem estar ao paciente.

Os familiares podem visitar os dependentes químicos , seus filhos, netos, sobrinhos, primos, irmãos ,

variando entre 15 e 30 dias, ligações são comumente realizadas semanalmente,

para que o adepto fale com a família e tenha ela perto , apoiando ele.

Os familiares ficam a par da situação do adicto dentro da clínica, nada é escondido dos viciados ,

o que fazem é literalmente aberto aos olhos e consciência da família.

Antes de escolher uma clínica de reabilitação, que se encaixa com o padrão e condições da família, verifique se esta atende

as normas e legislação padrões , federais ,estaduais e do município. Ela precisa ter alguns

requisitos para poder funcionar, queremos um lugar de confiança e que atenta todas as necessidades

de quem gostamos, não é mesmo? Por isso, verifique com calma para que o paciente esteja em boas mãos .

As clínicas de recuperação de alto padrão apresenta todas as condições para que o dependente químico

seja internado e tratado adequadamente e usufrua de melhores condições . O ambiente pode

contar com local para intervenções de emergência se houver alguma complicação, médico

24 horas, equipamento de parada cardíaca, farmácia, protocolos clínicos a serem seguidos.

Existem opções de clínicas de recuperação para dependentes químicos de alto padrão, de médio padrão e

baixo custo, todas com o mesmo objetivo, cuidar para que o paciente seja tratado, porém com diferentes

infraestruturas., a de alto padrão contem mais aparelhos e mais profissionais, o que também não falta nas clinicas de baixo padrão.

A clínicas oferecem espaços amplos, quartos individuais ou coletivos, dependendo da infraestrutura

e padrão, atividades e recreações diárias, reuniões e palestras, projetos e trabalho em grupo ou individual.

Muita das vezes ,é necessário administrar remédios para os dependentes, por isso, a maioria das clínicas contam

om estoque de medicamentos em sua ala, de funcionamento, de acordo com isso, é obrigatório à prescrição do médico, ou seja, regulamento.

COMUNIDADE TERAPÊUTICA

A Comunidade terapêutica se trata de uma organização de ramo privada e voluntário, tem o objetivo de acolher

dependentes químicos, viciados em álcool ou drogas ilícitas.

O modo de internar pode ser de forma apenas voluntária, pois ela tem como objetivo principal que aceite sua

doença e faça ele mesmo o caminho para sua cura, geralmente em casos voluntários, a pessoa que será

internada quer estar ali e ela mesmo busca ajuda, pois nota ser estado clinico e quer ser melhor do que uma doença.

As terapias nesses locais são individuais ou podem até serem em grupos, são incentivados a trabalhar e sair do ócio.

Os viciados podem receber tratamentos psicossociais, realizar ajudas voluntários, recriações em conjunto com

outras pessoas, praticar alguma religião e receber professores de palestras sobre adjutório, ou seja, auto ajuda,

como apoio no recurso terapêutico. É um lugar calmo, tranquilo e que lembra o a casa de um individuo.

MORADIA ASSISTIDA

A residência assistida é muito adequado para pessoas que já passaram pelo processo de limpamento dentro de

uma clínica de reabilitação, faz parte desenvolvimento de recuperação do paciente.

Depois de um período de internação mais longo em uma clinica de reabilitação, o

dependente químico pode começar a fazer o retorno ao convívio no meio social ,porém é preciso de algumas etapas sejam realizadas para que ele

possa voltar sem que haja a possibilidade de recaídas.

A moradia assistida é um lugar na qual existem líderes terapêuticos

responsáveis por ajudar os dependentes químicos na sua reabilitação, é muito relevante para aquelas pessoas que terminam seus tratamentos nas

clínicas e não se sentem tão confiantes ao ponto de voltar à sociedade.

Todas as necessidades dos indivíduos são ouvidas e tratadas neste tipo de ambiente , desta forma o principal objetivo de uma morada assistida é fazer

com que o viciado químico tenha coragem para ceder e a se relacionar com as pessoas de maneira limpa sóbria e sem correr o risco de voltar a

consumir álcool ou qualquer outro elemento química ilícito.

Nas residências assistidas o adepto está ciente de que está lá para ficar bem consigo, ou seja, é uma forma de tratamento voluntária., onde o paciente se

interessou em estra ali.

Se no caso, o próprio lado do dependente de elementos oferecer riscos a ele,

a moradia assistida é muito interessante, lá ele estará calmo e livre de todos esses problemas.

A morada nada mais é do que uma transição entre a clínica de reabilitação

e ao meio social, ele sai da moradia com responsabilidades, coisas a se fazer e muito mais apto do que quando entrou, mais forte.

Exames toxicológicos são feitos para que seja garantido regra de abstinência, onde o paciente fica sem consumir produtos viciosos, o não uso

das substâncias é algo monitorado.

Participações em um conjunto de pessoas de apoio também são feitos por esses locais. Aproximadamente seis meses é o tempo necessário para que o

paciente retorne a vida em sociedade.

IBOGAÍNA COMO TRATAMENTO – Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

A ibogaína é uma substância encontrada na raiz de uma planta nomeada como Ioga.

A mesma é encontrada naturalmente no continente africano mais especificamente na região central, neste local a planta é usada há vários

anos no tratamento de algumas doenças e também são utilizadas com finalidades religiosas.

Esta tem a função de limpar o organismo, o que sobrou da substância química no corpo do paciente serão retirados por ela, com isso temos

melhoras nos sintomas e abstinência, e em outros possíveis sintomas associados pelo uso crônico de substâncias químicas.

Antes de começar o tratamento com uso dessa raiz, é feito uma preparação prévia, o indivíduo deve estabelecer conquistas e estar ciente de que

precisa deixar de uma vez por todas o uso das drogas.

A substância tirada da raiz age diminuindo a vontade do paciente pelas substâncias químicas, a mesma age no cérebro do usuário, e ajuda a

diminuir os efeitos depressivos, ansiedade, agitações e outros possíveis indícios de hiperatividade.

Sendo assim, usar a ibogaína representa uma ajuda fundamental no processo de reabilitação do internado, basta ele estar com vontade de

querer mudar de vida.

Os profissionais do ambiente fazem uma avaliação para garantir que o viciado químico está pronto para receber a ibogaína, grande relevância que

os pacientes permitam-se a receber uma dose da raiz.

Converse com seu família, tem que tomar a decisão mais importante para o seu caso, mas não deixe de buscar ajuda com profissionais da área e se

tratar.

Estudos demonstram que o uso da ibogaína é qualificado mais ou menos em 80% das pessoas que usufruem , outros tratamentos pode representar

menor eficácia, os convencionais por exemplo chegam à média de 5% de indivíduos tratados e bem.

Sem dúvida alguma, podemos comprovar a partir dessas estatísticas , o que é ibogaína é o método com maior relevância para tratar a dependência

química, os resultados são em média no 7º dia de uso, porem, podem aparecer em até um mês.

Os médicos responsáveis são de muita capacitação para prescreverem este tipo de tratamento, os viciados recebem auxílio em toda esta etapa.

Para ser feito um tratamento com a ibogaína não é necessário realizar uma internação em longo prazo, pouco tempo é necessário para ser realizado o

tratamento, é um período curto, porém bastante eficaz.

ACOMPANHAMENTO TERAPEUTICO – Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

É uma maneira de ficha clínica muito similar com a moradia assistida.

Pode ocorrer também no período de transição entre uma clínica de reabilitação e o retorno do paciente para a sociedade e o convívio social. As

tarefas são as mesma, reinserção na sociedade e aumento na qualidade de vida.

Fazer um monitoramento terapêutico com o dependente depois de sua recuperação, ajuda a evitar possíveis recaídas.

Os profissionais na área da saúde na clinica estão preparados para tratarem a mentalidade do paciente.

O mesmo recebe incentivos para se tornar autônomo e criar seus próprios hábitos de tarefas rotineiras e trabalhos, buscando inseri-lo na apenas na

sociedade mas também no mercado profissional.

Assistência terapêutica dada por um profissional é indispensável para que o dependente químico realize seu autocuidado e fique confiante sobre viver

fora de uma clinica em contato com a sociedade e com perigos inerentes.

Recebem incentivos de relacionamentos mais próximos e melhor com sua família, gerando respeito e amor entre os mesmo.

O paciente tem que ter consciência de todas suas fraquezas, se conhecer e

entender que tem defeitos como todos os outros seres humanos, mas também possui muitas qualidades.

TRATAMENTO AMBULATORIAL

O tratamento ambulatorial é indicado para indivíduos que tem um quadro

de dependência química em um nível mais brando, ou seja, viciados que já conseguem controlar melhor com o seu vício sem precisar muito apoio.

Mas, para ser incluso neste método de tratamento, o especialista

responsável deve fazer uma avaliação clínica para entender as condições necessárias.

Existem varias situações em que com o auxílio dos grupos de apoio, utilização de remédios

e sessões de terapia o dependente químico consegue ficar limpo e saudável.

Tratar com ibogaína é seguro?

O tratamento feito com ibogaína deve ser realizado por especialistas da área da saúde capacitados e que tenham todos os conhecimentos em

relação ao o manuseio e uso desta raiz.

É um tratamento que pode fazer muito bem ao viciado em elementos químico quando usado de maneira coerente.

O tratamento com esta raiz é depressa do que o tratamento convencional em clínicas de recuperação para dependentes de elementos químicos.

Mas, nem todas os indivíduos são indicadas, tem restrições para algumas pessoas.

Em primeiro lugar, devem ser realizados exames físicos e psicológicos, é através desses resultados que é possível detectar se o paciente apresenta condições ou não de tratar com a ibogaína.

A ibogaína não é recomendada para de pacientes com: Esquizofrenia, cardiopatia grave e problemas graves no fígado.

O que é a internação forçada?

Nos dias de hoje , cada vez mais cresce o número de dependentes químicos no planeta, isto é um problema social muito preocupante , as pessoas estão

cada vez mais viciados em álcool ou drogas, e muitas pessoas não conseguem lidar com essa situação, fazendo com que a família tenha que

partir para uma internação forçada.

Pessoas dependentes químicas geralmente desenvolvem desiquilíbrios

mentais e psicológicos associados à utilização e ao abuso das substâncias químicas.

É possível que tenha uma internação mesmo sem opinião judicial, neste

caso, a intervenção pode ser solicitada por alguém da família que o considera incapaz de controlar a sua vida.

O que a lei diz sobre uma internação forçada?

A lei de nº 10.216 /2001 prevê no 6° artigo do parágrafo único, inciso dois, que é possível fazer uma internação sem que o paciente queira, porém é

necessário um laudo de especialistas, atestando que o dependente químico sofre desse problema , esse laudo deve especificar a substância, seja

bebidas alcoólicas ou droga ilícita. A internação pode ser solicitada por terceiros, ou seja, familiares mais próximos ou responsáveis legais.

No mesmo artigo, o detalhamento do tratamento psiquiátrico, somente

ocorrerá apresentando-se um laudo médico que explicite todos os fatos que o levaram a internação.

Dentre os tipos de internações psiquiátricas que são palpados nessas situações, levaremos em conta as três modalidades mais conhecidas:

  • internação de modo voluntária, realizada com a vontade do adicto
  • internação involuntária, sem a aprovação do usuário químico mas pedida por um representante legal ou familiar.
  • internação de forma compulsória, não tem o consentimento do adicto, determinada pela justiça, ou seja, pelo juiz.

Não se pode internar um membro da família em uma clínica de reabilitação sem que ele apresente os sintomas comuns de um dependente químico.

É obrigação do poder público, permitir a condução forçada na internação de um paciente em uma clínica de reabilitação, segundo a jurisprudência.

Quando um paciente tem um comportamento muito agressivo e violento, ele passa a apresentar perigos para si mesmo, para quem está próximo dele

e para a sociedade no geral. Neste caso a internação compulsória é crucial, Pois deve assegurar o direito à saúde, a vida e a segurança social.

De acordo com a legislação, é possível que tenha uso de força da policia se for necessário, caso o viciado químico resista demais. As entidades públicas

também devem oferecer tratamento sem custo a quem não consegue pagar as despesas de uma clínica particular.

A mesma jurisprudência determina que o poder público como um só e de

maneira integrada, ou seja, a união de estados, municípios e do Governo Federal, para que garantam o direito à saúde a todos os indivíduos.

Uma clínica de recuperação , que acolhe dependentes químicos ou ate mesmo comunidade terapêutica de tratamento para pacientes que caíram

em drogas e álcool, deve apresentar laudo médico a família, no decorrer de todo o tratamento. Este laudo tem como base constar o tempo necessário

para tratar o viciado específico, até que o dependente químico volte a ter vida social estável, se estabilizando e com comportamentos distintos.

Para resguardar os direitos do dependente de substancias, o responsável

adequado ou a própria família podem tomar medidas judiciais caso seja necessário

Mais sobre a internação involuntária de um dependente químico – Perguntas e respostas – Clínica de recuperação em São Paulo

Links relacionados: 

https://www.na.org.br/

É muito comum um dependente químico não querer que precise de tratamento, eles se recusam a enxergar a realidade, que está deparada na

sua frente, são controlados totalmente pela substância na qual consomem. Não se pode julgar o paciente por isso, devemos dar apoio e ter um diálogo

sincero com eles, explicando suas condições e levando ele a se ver de uma outra maneira.

Se mesmo assim eles não aceitarem a situação que estão deparados, é a hora de agir intervindo em uma internação involuntária. Muitos familiares

sofrem com isso, a dependência química torna o lar um ambiente desgastante e péssimo de se viver.

Além disso, o paciente está acabando com a sua saúde física e emocional , usando a substância química exageradamente, morbidades relacionadas ao

uso de drogas, é bastante comum. Problemas psiquiátricos também fazem parte do critério da rotina de indivíduos que foram postos em uma relação

com drogas.

O dependente químico é tão intenso no seu vício, que não consegue ver o mundo exterior, ou seja, a realidade que o rodeia.

Internar involuntariamente é crucial em muitos dos casos, pois a vida do dependente químico é que está em jogo, não podemos jamais desistir de

uma vida humana.

A princípio na internação, mesmo com a resistência, o dependente químico passará por um momento de limpeza que pode lhe trazer benefícios,

facilitando assim que ele aceite o tratamento.

No inicio isso pode ser doloroso¬(limpeza) , no entanto é preciso. As clínicas de reabilitação disponibilizam vários profissionais preparados para iniciar

os tratamentos dos sintomas, incluindo os da abstinência, que são disfunção mental, tonturas, vômitos, ficam bravas e com dor de cabeça.

E de entender que a pessoa resista, pois a dependência química a deixa confusa e sem saber o que fazer, eles acreditam que não tem problema

algum, que podem viver normalmente, porém esse problema é visto como uma patologia grave do qual precisa ser tratada.

O papel da família na conscientização do dependente químico é considerada fundamental?

O papel da família - Clínica de recuperação em São Paulo

Tratamento de dependentes químicos em uma clínica de recuperação em São Paulo

A família é responsável por fazer parte no processo do tratamento, elas devem caminhar lado a lado com adicto, indo do início, até o ao final. Os

psiquiatras falam que os familiares devem ter reconhecimento a dependência química como uma doença crônica , não se trata de falta de

aráter ou de ser vagabundo, ela pode cometer qualquer um, independente

de classe social, raça, gênero ou idade. Colocar uma pessoa na clinica, não é puni-la, é ajudá-la, para que ela não chegue a óbito.

Quais pessoas podem solicitar uma internação involuntária?

Relacionados:

Tratamento Rápido em clinicas de recuperação

As pessoas que podem solicitar uma internação involuntária são: responsável legal ou a família do viciado em drogas.

Caso não faça parte de nenhum desses grupos, um servidor público da área da saúde ou um

Assistente social pode realizar a solicitação.

Como funciona o tratamento em uma internação forçada?

Na internação forçada ou involuntária, lembrando que, o foco principal é a

recuperação do paciente dependente químico ou do alcoólatra em sua vida

social e no seu meio familiar que esta inativos devido às drogas, são utilizados métodos bastante parecidos da internação voluntária, claro que

isso é realizado de acordo com a National Institute on Drug Abuse, dos Estados Unidos.

Essa mesma instituição diz que, um tratamento qualificado não usa

necessariamente ser voluntário, porém ,a família e os amigos são importantes para que o paciente caia na realidade. O apoio desses

indivíduos podem diminuir o tempo de internação e aumentarem as chances de sucesso no tratamento.

Mais sobre a internação compulsória

No caso não é de importância que o usuário químico autorize, nem que algum representante autorize, pois a decisão é tomada pela justiça.

O 9° artigo da lei n°10.216/2001, fala que um pedido deve ser realizado por um especialista da saúde, que ateste a

dificuldade do dependente em controlar seu vício,

corrompendo seu corpo e seu estado mental, demonstrando problemas para a sociedade.

Não chega a ser a internação mais indicada, antes disso, devemos tentar convence-lo a aceitar de outra maneira, através de conversas e incentivos.

A internação compulsória vai de acordo com todos os direitos individuais e humanos que uma pessoa deve

receber, não há violação ou desrespeito ao paciente, ele é tratado da mesma maneira que todos, sendo muito bem atendido.

Em nosso site, na internet, você pode encontrar as clínicas de reabilitação mais renomadas para dependentes químicos,

quanto mais rápidos procurar, melhor vai ser quanto mais cedo iniciar o tratamento, maiores e melhores são as chances

de uma pessoa viciada sair recuperada e retornar a rotina que perdeu.

No interior das Clínicas de reabilitação, os profissionais visam a

recapacitação profissional, reinserção social, aumento bom no relacionamento

com os familiares e melhora da autoestima e do autoconhecimento.

Compare as unidades que melhor te satisfaz, escolha a que mais se encaixa com você,

e acredite na recuperação do seu familiar ou ente importante, independente do estágio

em que se depara a dependência química, é possível sair dessa, basta ter força de vontade.

Acredite no seu potencial, não tenha medo, tenha coragem e transforme a sua vida para melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post

Tratamento involuntário em Santos

Tratamento involuntário em clínica de reabilitação / recuperação em Santos Tratamento involuntário em Santos A busca por tratamentos individuais involuntários na cidade de Santos sp litoral sul paulista é cada

Clínica para dependentes químicos na Praia Grande (TITULO ORIGINAL)

Clínica para dependentes químicos na Praia Grande (TITULO ORIGINAL) Clínica para dependentes químicos na Praia Grande (TITULO ORIGINAL)A BELLA CLINIC CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO DA DEPENDENTES QUÍMICOS E ALCOÓLATRAS, coloca a

clinica de recuperação para dependentes químicos e alcoólatras em SP

Clinica de recuperação em SP – Clinica de reabilitação em São Paulo – Unidade São Roque – Masculina

Tratamento para dependentes químicos e alcoólatras – Masculina – Clinica de recuperação – Clinica de reabilitação – Unidade masculina – tratamento para alcoólatras – clinica de alcoólatras – clinica para

error: Content is protected !!