post 8

Método de tratamento

O tratamento para dependentes químicos e alcoólatras requer ferramentas que possam permitir uma mudança de fato.

Quando falamos em internação muitas dúvidas aparecem, sobretudo, por termos em mente ainda muito recente uma ideia de tratamento sem a menor humanidade, comparado aos manicômios das

Décadas de 80.

Muita coisa mudou, a dependência química é tratada como doença psicoemocional mas que deve ter uma abordagem muito mais terapêutica do que qualquer outra coisa.

A ideia é que o tratamento seja feito com profissionais qualificados, experientes e seguros, permitindo uma maior assistência durante todo o período de internação.

O tempo de tratamento são 6 meses, e o tratamento é subdividido entre: desintoxicação, conscientização e ressocialização.

Em cada etapa, um aspecto da vida do dependente químico será focado, para que no final, o tratamento seja abrangente, amplo e que sobretudo contemple todas as áreas da vida desse dependente químico.

O processo de recuperação é um processo árduo, e deve ser assistido de perto pela família.

A junção equipe + família + paciente tem tudo para dar certo.

PLANO DE ATENDIMENTO SINGULAR

O plano de atendimento singular busca atender os pacientes de acordo com as suas necessidades, embora o tratamento seja de fato padrão.

O acolhimento é subdividido em etapas, tais como:
Acolhimento
Avaliação diagnóstica / anamnese
Ressocialização
Grupos de apoio

No acolhimento, são identificadas as necessidades e o perfil do paciente. Nesse momento, na chegada do paciente, são identificadas se há as necessidades de:
Encaminhamento à rede de saúde
Necessidade de busca ativa familiar
Definição de grupo terapêutico de referência
Documentação
Necessidade de roupas, check list de enxoval
Acolhimento do psicólogo e demais profissionais
Definição de alojamento, apresentação da unidade
Apresentação da rotina.

Na avaliação, equipe, família e paciente começam a conhecer mais e juntar os acontecimentos da história do paciente, traçando um projeto que seja individual e que atenda as necessidades e particularidades dele.

Atividades recreativas, esportivas além das terapêuticas são bem vindas nesse prisma. Autocuidado, sociabilidade, capacitações, práticas inclusivas também contemplam o tratamento.

PRÁTICAS INCLUSIVAS

  • Visita da família mensalmente
  • Contato telefônico semanalmente
  • Grupos de treinamento
  • Desenvolvimento de oratória nas partilhas em grupo.

A clínica conta ainda com amplo suporte familiar, que vai além do convencional acompanhamento terapêutico.

A clínica promove palestras de tema dependência química dentro da unidade para a participação da família de seus internos.

AMOR EXIGENTE E NAR ANON

A família também adoece junto com o dependente químico, grupos de apoio voltados as famílias estão presentes em grande parte dos municípios, e eles tem papel fundamental no apoio às famílias que passam por esse triste problema em suas vidas.

Entre em contato conosco e conheça melhor essa opção, agende uma visita agora mesmo.

Acreditamos na mudança do ser humano, acreditamos na recuperação.

Grupo Bella Clinic

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post

Internação para alcoólatras

Como apoiar um alcoólatra que teve uma recaída?

Como apoiar um alcoólatra que teve uma recaída?Entenda nesse artigo como apoiar um alcoólatra que teve uma recaída ou esteja necessitando de ajuda. Recaída é um fato muito assustador para

clinica de recuperação em SP

Clinica de recuperação em Mairiporã SP – Masculina

Tratamento para dependentes químicos e alcoólatras – clinica de recuperação em São Paulo – Clinica de reabilitação para alcoólatra

Clinica de recuperação masculina em SP – Nazaré Paulista – Alto Padrão

Método de tratamento – dependência química e alcoolismo A dependência química e o alcoolismo são problemas de saúde pública. No entanto, nossos governantes não investem muito em prevenção e tratamento

error: Content is protected !!