Tratamento Involuntário para Alcoólatra

Tratamento Involuntário para Alcoólatra

Tratamento Involuntário para Alcoólatra
Dificilmente um dependente químico alcoólatra admite sua impotência de

que é um doente e precisa de tratamento pois se encontra no uso abusivo e compulsivo do álcool descontroladamente. Os limites abusivos que tiram a sobriedade do usuário que bebe socialmente ou sozinho isolado é muito

difícil de se avaliar. O alcoolismo é uma doença progressiva, incurável de caráter fatal, e acarretam problemas emocionais, físicos e mentais gerando sua inabilidade social de convívio até com a própria família.

Um dos motivos que o alcoólatra tem e que o impedem de assumir sua real situação é o orgulho e também a vergonha, que faz com a negação que é um mecanismo de defesa da doença seja ativada, deixando o alcoólatra

impossibilitado de assumir a sua doença e pedir ajuda.
O modelo de tratamento involuntário que trata a dependência química para alcoólatra necessita de uma ação pré definida e com a união conjunta da

família ou do grupo de convivência das pessoas que estão fazendo parte de sua vida, sendo excluídas as pessoas da ativa aonde o paciente fazia uso do álcool.

O envolvimento da família nesta etapa de internação, é de extrema importância e ajudará tanto o acolhido como a família em um todo pelo nosso corpo de trabalho, nossa equipe multidisciplinar é composta por

profissionais altamente capacitados e preparados para ajudar a família e o dependente químico.
O alcoólatra usa a negação da sua doença, que é como se fosse um escudo

da doença em não aceitar ajuda que são: a justificação, a transferência de culpa, auto piedade. Esses condicionamento de comportamentos inadequados o impedem de progredir.

Com tudo isso, o tratamento involuntário para alcoolistas dão a possibilidade, para que seja feita uma avaliação dessa nua e crua realidade e a total e identificação dos diagnósticos dessas sérias características

facilitando e muito o acesso ao histórico do passado do paciente.

O tratamento involuntário espeializado para alcoólatra,e a nessidade de da intervenção
Todas as atividades que são relacionadas especificamente a todo programa

terapêutico que envolvem o dependente químico no tratamento involuntário para os alcoólatras tem a viabilizar e reestruturar as mais diversas áreas comportamentais e a diagnosticar identificando os tipos

sentimentos gerados como: medo aparente, raiva, irritabilidade, isolamento, transtorno de ansiedade, depressões, causas de euforia, desinibição e coragem; sentimentos que foram gatilhos experienciados

durante todo o uso ou na abstinência do consumo abusivo e compulsivo do álcool.
Através de estratégias de enfrentamento especificas, a vivência e o

convívio, ajudarão o paciente com esses sentimentos que são característicos nesta etapa do processo, e que vem a possibilitar ao acolhido que está sendo inserido em uma clinica de tratamento involuntário, a

possibilidade real e tempo para que assim haja a reflexão e, as ferramentas que irão ser adaptadas para que haja uma reorganização da sua conduta e comportamento de uma nova maneira de viver.


Neste tratamento involuntário a ajuda vem de terceiros, ou seja familiares ou responsáveis pelo paciente, estabelece-se uma união muito importante de ajuda e amparo dentro desse contexto de recuperação sério.

Estes vínculos de cooperativismo que são estabelecidos, ajudará e muito no reconhecimento da todas as suas estruturas comportamentais, mentais e psicológicas, que fizeram o alcoólatra e aptar pelo uso do álcool.

A CLINICA ASUA tem o prazer de poder ajudar você, ligue ATENDIMENTO 24 HORAS.
CLINICA ASUA, a mudança de vida decidida por você

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post

Tratamento para dependente químico no Rio de Janeiro RJ

Clinica Voluntária e involuntária No Rio de Janeiro para dependentes químicos e alcoólatras Tratamento Voluntário No Rio de Janeiro Hoje a dificuldade de se tratar o dependente químico em uma

Como encontrar as melhores clínicas de reabilitação no estado de São Paulo

Segundo um estudo da UNIFESP, aproximadamente 28 milhões de pessoas têm algum ente dependente químico na família. A pesquisa mapeou os dependentes em recuperação e constatou que são em média

Tratamento de Alcoolismo

Tratamento de Alcoolismo Tratamento de AlcoolismoO abuso do consumo abusivo, compulsivo e descontrolado do álcool é uma doença crônica, progressiva e de caráter fatal que pode trazer resultados e consequências

error: Content is protected !!